Montevideo – Diário de Viagem 2

Montevideo não é o destino inicial mais óbvio para as pessoas que querem conhecer melhor o sul da América. Mas isso não deixa a cidade ser menos interessante que as outras capitais da região, como Buenos Aires ou Santiago.

Eu tenho uma paixão pela cidade. Na América Latina, a única cidade que eu moraria além de São Paulo e Rio, seria Montevideo.

Apesar da cidade não ter praias exuberantes (isso você tem na cidade ao lado, Punta del Este), ou pontos turísticos históricos interessantes (isso você tem na outra cidade ao lado, Colonia del Sacramento), o charme de Montevideo está na qualidade de vida.

Sempre que falamos em qualidade de vida, pensamos na cidade que vivemos, e não nas cidades que visitamos por turismo.

Mas em Montevideo tudo é tão calmo, tranquilo e civilizado, que eu considero o ponto alto da cidade.

Quer descansar, passear por ruas calmas, e principalmente comer bem, Montevideo é o destino certo.

Bons restaurantes não faltam. Principalmente na região da Ciudad Vieja, Punta Carretas, Pocitos e Carrasco. Com 5 minutos de conversa com algum local, você descobre inúmeros lugares apetitosos.

Os bairros de Punta Carretas e Pocitos são os melhores para ficar hospedado. Você fica entre a Ciudad Vieja e Carrasco, e não vai gastar muito de taxi. Se quiser, também pode se deslocar de ônibus, que apesar de velhos, são bem conservados e limpos.

Além dos restaurantes da cidade, outra boa opção são os vinhedos que circundam a cidade, como a Bodega Bouza, onde você tem pratos excelentes e é claro, ótimos vinhos com a uva local, o Tannat.

As atrações culturais, vão desde uma visita ao Teatro Solis, até os museus menores da cidade e da história uruguaia.

Para as compras, dependendo da loja, você consegue preços excelentes, já que o custo de vida na cidade é bem menor do que o visto em São Paulo e Rio de Janeiro.

Agora se você quer torrar um dinheiro rápido, faça uma visita ao Casino Carrasco. Mesmo com pouco dinheiro você terá uma boa diversão.

Se você não conhece Montevideo, dê uma chance para a cidade. Você se apaixonará.

Michale Graves (Misfits)

Apesar da rápida passagem pelo Misfits, Michale Graves participou de músicas inesquecíveis.

Saturday Night é uma delas.

Aqui, ele acompanhava o Marky Ramone pela sua turnê de 2010.

E o que dizer dessa versão acústica?

Marky Ramone

Esse foi um show que valeu a pena pegar um voo de 2 horas e presenciar.

Com os ingressos esgotados em São Paulo, apareceu uma oportunidade única de ver o Marky Ramone em Montevideo.

Um detalhe importante, o custo do ingresso lá, era cerca de 30% do valor do ingresso aqui.

O local, uma pequena casa de shows, era muito legal e bem estruturada.

E o show… Bem… É Ramones né? Não precisa dizer mais nada.

Montevideo – Diário de Viagem 1

Rambla de Montevideo, originally uploaded by Edufloyd.

Ricci: Restaurante simpático e com clima aconchegante. Fica na região do shopping Punta Carretas, na Joaquin Nuñes com a Miñones. Foi o primeiro restaurante que eu fui nessa cidade, onde as porções são normais, e não “extra-large” uruguaia.

Café Mistério: Fica na Gral. Rivera com Costa Rica, na região de Carrasco. Clima moderno, gente bonita e uma mistura de cozinha mediterrânea com japonesa. Agrada carnívoros e vegetarianos. Ideal para ir com os amigos, e derrubar várias garrafas de espumante durante a noite. E ainda tem uma leitura de tarot egípcio para que acredita nisso.

La Perdiz: Outro que fica na região do Punta Carretas, na esquina da Guipuzcoa com a Bolivar Balinas. Excelentes pratos, desde a entrada até a sobremesa. A carta de vinhos é muito boa, e os preços são justos.

Da Pentella: No grupo dos restaurantes alto padrão da cidade, tem todas aquelas frescurinhas de restaurante chique, com pratos cobertos por prataria, etc… O que eu mais lembro desse lugar, era o tempero excelente das massas orientais. Fica na Luis de la Torre com Francisco J. Ros.

Sheraton: Anexado ao shopping Punta Carretas, é uma das únicas opções para comer um bom brunch no domingo. Ideal para quem vai partir no meio da tarde, e quer fazer uma refeição boa, leve e completa.

Oro del Rhin: Tem várias unidades na cidade(Rambla, Centro e Punta Carretas), e é o lugar ideal para passar um tempo conversando e tomando um dos seus cafés. Tem uma boa variedade de bebidas baseadas nesse líquido negro e delicioso. Irish Coffee, como sempre, o preferido.

Bar 62: Para mim o melhor de Montevideo. Sem muita frescura, simples e adorável. Fica em Pocitos(que também considero o melhor bairro da cidade) na esquina da Miguel Barreiro com Pedro Berro. Porções exageradas e deliciosas fazem você sempre lembrar com água na boca do lugar.

Sabor Urbano: Também fica em Pocitos, na esquina da 26 de Marzo com L. Pérez. É uma lanchonete rápida. Ideal para ir depois da praia. Os destaques são as cervejas russas(Baltika) e os famosos chivitos, porém vegetarianos, que são uma delícia. Eu passei 3 dias indo direto nessa lanchonete, de tão bom que é. Outro destaque são os blinis russos, também vegetarianos. O lugar é simples, mas os pratos são viciantes.